O primeiro romance no Brasil de um dos mais elogiados escritores contemporâneos de língua alemã. Conta a emocionante história da expedição polar austro-húngara de 1872-74, descreve a fatal obsessão de um jovem italiano em reconstruir a expedição em 1981, e retraça a crescente fascinação do narrador com o destino desse homem. O texto transcende a ficção ao citar livremente registros documentais, tornando-se uma obra de história e um diário de viagem ao mesmo tempo.


Livro
Páginas 296
Sobre o autor (a) Christoph Ransmayr
Tradutor Mário Frungillo

Escreva um comentário

Nota: O HTML não é traduzido!
Ruim           Bom