O volume 25 da coleção “Figuras do Saber”, Cantor, de Jean-Pierre Belna, aborda a obra de Georg Cantor (1845-1918), estudioso que criou o conceito transfinito e a teoria dos conjuntos, que foram responsáveis por uma revolução em toda a história da matemática em um período de apenas trinta anos, entre 1870 e 1900, e fundamental até a atualidade. A vida atormentada do pensador, que sofreu até sua morte com problemas mentais, e as polêmicas e enfrentamentos que seus posicionamentos suscitaram também são esmiuçados para que o leitor tenha acesso a dados fundamentais do contexto no qual cada contribuição de Cantor foi desenvolvida, além de seu impacto. A renovação da matemática proporcionada por Cantor vai de Bolzano e Weierstrass a Hilbert e Gödel, mas não se limita a essa disciplina. Ela aborda questões teológicas abertas desde a Idade Média e se inscreve na grande tradição da filosofia ocidental, que vai de Platão e Aristóteles a Pascal, Spinoza e Leibniz. O autor, Jean-Pierre Belna, é mestre em matemática e doutor em filosofia. Professor de matemática,ensina epistemologia a estudantes de engenharia. É autor de La Notion de nombre chez Dedekind, Cantor, Frege (1996), Histoire de la théorie des ensembles (2009). Contribuiu também com a tradução para o francês dos escritos póstumos de Frege.


Livro
Autor Jean-Pierre Belna
Páginas 280
Tradutor Guilherme J. F. Teixeira

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.