A partir de questões suscitadas pela instalação de George W. Bush na presidência dos Estados Unidos, Canfora traz à discussão um ponto central na sociedade contemporânea: até que ponto os discursos sobre a democracia propagandeados pelas grandes potências mundiais fazem jus a uma prática efetivamente democrática? Citando de Sócrates a Gramsci, de Thomas Mann a Eric Hobsbawm, o autor tece uma profunda crítica ao discurso democrático praticado hoje, tomando como base os referenciais clássicos gregos.


Livro
Páginas 120
Sobre o autor (a) Luciano Canfora
Tradutor Valéria Pereira da Silva

Escreva um comentário

Nota: O HTML não é traduzido!
Ruim           Bom