A artista Kwong Kuen Shan, natural de Hong Kong, descortina aqui o mundo maravilhoso dos gatos! Brincalhões ou altivos, contemplativos ou curiosos, os bichanos reunidos em O Gato Filósofo encantam de imediato qualquer amante de animais que se preze.

Gatos são conhecidos pela autonomia, pela serenidade, pela maneira como vivem o momento presente, sem se importar com o que está por vir — assim como os grandes filósofos. Kwong Kuen Shan combina com graça e delicadeza esses dois mundos, em um livro que é um autêntico tesouro, feito para inspirar e encantar. Cada “aquarela felina” da artista é acompanhada por uma frase de sabedoria chinesa cuidadosamente escolhida, indo de provérbios da Antiguidade às máximas confucianas.
Os provérbios são, na maioria, de pensadores já bem difundidos no Ocidente, como Confúcio, Mêncio e Lao-Tse. Kuen Shan explica que os provérbios não têm a pretensão de serem “regras ou doutrinas”, mas indicações para a busca da sabedoria e da harmonia. Tratam-se de pensamentos que moldaram a conduta moral de gerações de chineses, mas longe de serem restritivos, ao contrário: têm alcance universal e atemporal.

Em suma, o fato é que, em meio a ronronadas e miados filosóficos, ninguém fica indiferente à arte de Kwong Kuen Shan.
Livro
Formato 17x17x1cm
ISBN 978-85-7448-250-7
Páginas 96
Sobre o autor (a) KWONG KUEN SHAN é uma artista e escritora natural de Hong Kong. Kuen Shan estudou inglês e chinês clássico em seu país natal antes de se radicar em Londres. Atualmente, vive com o marido Christopher e o gato Joseph em uma pequena cidade no País de Gales, onde pinta, escreve e ensina arte chinesa. Seus temas preferidos são animais domésticos, vida selvagem, flores e paisagens. Nas horas livres, cozinha, toca piano (um pouco), cuida do jardim (bastante) e mima Joseph (muito!). Além de exposições locais, seus trabalhos foram destacados recentemente em mostras em Paris e Milão. É autora dos livros O GATO FILÓSOFO, O GATO ZEN e O GATO E AS ORQUÍDEAS, ambos publicados pela Estação Liberdade (2015).
Tradutor Denise Bottmann

Escreva um comentário

Nota: O HTML não é traduzido!
Ruim           Bom