Nesta obra, que se tornou um clássico da literatura de viagem, o filósofo Paul Nizan se engaja de corpo e alma numa viagem até a Arábia, que na verdade é uma viagem ao descobrimento interior. O famoso prefácio-homenagem de Jean-Paul Sartre (quase um livro dentro do livro) virou referência da contracultura nos anos 1960.

Livro
Autor Paul Nizan
Páginas 176
Tradutor Bernadette Lyra

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.