Prestigiosa publicação brasileira da área de psicanálise, a revista Percurso, editada semestralmente pelo Instituto Sedes Sapientiae, de São Paulo, completa 25 anos de existência. Tendo legado inúmeras contribuições no ramo da psicanálise, ao promover, através de seus artigos e entrevistas, debates frequentes e inovadores com vistas à evolução dos conhecimentos psicanalíticos em suas vertentes clínica e teórica, o periódico comemora a data com o lançamento do livro Psicanálise entrevista, em dois volumes, que compilam uma seleção com as melhores entrevistas veiculadas desde 1988. No primeiro volume, a lista dos entrevistados, entre figuras brasileiras e internacionais, é composta por Jean-Bertrand Pontalis, André Green, Jean Laplanche, Jean Oury, Claude Le Guen, Joyce McDougall, Otto Kernberg, Isaías Melsohn, Emilio Rodrigué, Radmila Zygouris, Monique Schneider, Marcelo Viñar, Chaim Samuel Katz, Joel Birman, Jurandir Freire Costa, Silvia Alonso, Ivone Lins e Sérgio Paulo Rouanet. Todos eles aprofundam análises sobre questões relativas à saúde mental e às problemáticas próprias da subjetividade contemporânea, invariavelmente balizados nas referências a Freud, Lacan, Melanie Klein, entre outros. O segundo volume, no prelo, trará ainda entrevistas concedidas à Percurso por Maud Mannoni, Bernard Penot, Anne Alvarez, Christopher Bollas, Luís Hornstein, Elizabeth Roudinesco, Jean-Jacques Rassial, Juan-David Nasio, Luís Carlos Menezes, Maria Rita Kehl, Maria Cristina Kupfer, Miriam Chnaiderman, Zygmunt Bauman e Madre Cristina, além de novos momentos com Jean Laplanche, Monique Schneider e Radmila Zygouris. A curadoria das entrevistas coube às psicanalistas Mara Selaibe e Andréa Carvalho, e, para o projeto do livro, uma equipe de colaboradores da Percurso se incumbiu de produzir uma introdução inédita a cada um dos entrevistados, de modo a contextualizar a posição, os principais campos de estudo e a relevância de cada um deles dentro do pensamento psicanalítico. Editor da Percurso, Renato Mezan assina o prefácio da obra. Psicanálise entrevista é um documento precioso, que, como bem observam as organizadoras no texto de apresentação, tem como característica mais notável “não se agrupar em torno de unanimidades, mantendo, entretanto, um vínculo encadeado pelos principais conceitos metapsicológicos introduzidos por Freud no início do século XX”. Elas ainda observam o esforço em “evidenciar a importância dos autores no cenário psicanalítico mundial e o lugar dos entrevistados no panorama psicanalítico nacional, incluindo suas inserções institucionais”. A compilação dessas conversas torna-se, assim, um registro que ilumina os estudos sobre a psicanálise, reverenciando a trajetória de algumas de suas personalidades mais influentes.