1913 – Antes da Tempestade

1913 – Antes da Tempestade

Queria dar uns toques sobre o que a mais do que influente revista alemã, Der Spiegel, comentou sobre o 1913 – Antes da tempestade na ocasião de seu lançamento na Alemanha.

Leia Mais

As poucas coisas importantes

As poucas coisas importantes

Quando Canadá, de Richard Ford, começa a se encaminhar para o final, o narrador Dell Parsons relembra os últimos momentos que passara com seu pai, décadas antes, e constata: “Ele precisava que eu fosse seu ‘filho especial’

Leia Mais

Receba nossas novidades por e-mail

Receba nossas novidades por e-mail

Informe seu endereço de e-mail e receba um cupom de 10% de desconto para utilizar em nossa loja virtual.

Leia Mais

O mundo fantástico de E.T.A. Hoffmann

O mundo fantástico de E.T.A. Hoffmann

O reflexo perdido e outros contos insensatos é uma coletânea organizada, traduzida, prefaciada e anotada por Maria Aparecida Barbosa — responsável pela tradução de Reflexões do gato Murr, também publicado pela Estação Liberdade. O livro propõe um recorte abrangente e revelador da obra de E.T.A. Hoffmann (1776–1822), pioneiro do romantismo alemão e eterna influência dos autores de literatura fantástica. Os textos atestam o virtuosismo de Hoffmann, que se tornou célebre por sua erudição tanto quanto por sua irreverência. A difusão das fronteiras entre ficção e realidade, a intertextualidade com seus contemporâneos (inclusive “emprestando” personagens de outros autores), o teor filosófico com que envolve seus temas de fantasia e de horror: essas são algumas marcas de Hoffmann que tiveram grande influência em toda a literatura posterior a ele. A coletânea inclui histórias consagradas como "O Homem-Areia", "As minas de Falun" e "O Quebra-Nozes e o Rei dos Camundongos", além de contos inéditos em português.

Leia Mais

Toda a genialidade de Jun’ichiro Tanizaki

Toda a genialidade de Jun’ichiro Tanizaki

JUN’ICHIRO TANIZAKI, nascido em 24 de julho de 1886, viveu e estudou em Tóquio até o terremoto de 1923, quando mudou-se para a região de Kyoto-Osaka, cenário de muitas de suas obras. Mais transgressor do que seus compatriotas de ofício, o universo de Tanizaki é centrado na sensualidade e no erotismo, sendo que infidelidade, fetichismo, tendências sádicas e voyeurismo não coíbem os personagens de realizar seus anseios, bem na tradição budista que desconhece a noção de pecado – Tanizaki jamais viajou ao Ocidente e não era influenciado pelo cristianismo e suas normas morais. Foi o primeiro escritor japonês eleito como membro honorário da American Academy of Arts and Letters. Dentre suas principais obras estão Amor insensato [1924], Voragem [1928], Há quem prefira urtigas [1929], As irmãs Makioka [1943], A chave [1956] e Diário de um velho louco [1961]. Faleceu em 30 de julho de 1965.

Leia Mais

Na mídia: KAWABATA-MISHIMA CORRESPONDÊNCIA 1945-1970

Na mídia: KAWABATA-MISHIMA CORRESPONDÊNCIA 1945-1970

Veja as matérias publicadas em diferentes veículos de comunicação e leia as matérias na integra

Leia Mais

Na mídia: Rússia: a reconstrução da arquitetura na União Soviética

Na mídia: Rússia: a reconstrução da arquitetura na União Soviética

Veja as matérias publicadas em diferentes veículos de comunicação e leia as matérias na integra

Leia Mais

Na mídia: A promessa seguido de A pane

Na mídia: A promessa seguido de A pane

Veja as matérias publicadas em diferentes veículos de comunicação e leia as matérias na integra

Leia Mais

Na mídia: Morrer sozinho em Berlim

Na mídia: Morrer sozinho em Berlim

Veja as matérias publicadas em diferentes veículos de comunicação e leia as matérias na integra.

Leia Mais

Na Mídia: Querida konbini

Na Mídia: Querida konbini

Veja as matérias publicadas em diferentes veículos de comunicação e leia as matérias na integra.

Leia Mais

Exibindo de 61 a 70 do total de 78 (8 páginas)