“Romance de um romance que se escreve”, como diria o protagonista. Com estilo notoriamente refinado e inovações que marcaram época, Gide prescinde da cronologia e estrutura narrativa tradicionais. Para tanto, Gide concebe um herói, o escritor Edouard, que lhe é muito próximo, e o contrapõe a Bernard Profitendieu, que a seu jeito é igualmente um personagem-modelo. Os moedeiros falsos não são, para Gide, apenas os jovens que escoam dinheiro fraudulento, mas os falsários no espírito e na letra, todos os que vivem na mentira de sentimentos falsos.

 LEIA UM TRECHO

Livro
Formato 21x14x1cm
ISBN 978-85-7448-160-9
Páginas 424
Sobre o autor (a) André Gide foi um importante autor e editor francês, nascido em 1869, em Paris. Ele é fundador da Gallimard, uma das mais importantes casas editoriais francesas. Gide foi agraciado com o Nobel de literatura em 1947. Na ocasião, foi dito que sua extensa obra era muito significante artisticamente por apresentar a condição e os problemas humanos com um amor destemido à verdade e grande astúcia psicológica. Gide escreveu e publicou dezenas de obras nos mais diversos gêneros e contribuiu imensamente para a literatura francesa por meio de sua prática editorial. Faleceu em 1951.
Tradutor Mário Laranjeira

Escreva um comentário

Nota: O HTML não é traduzido!
Ruim           Bom