Maimônides

Gérard Haddad
“A Maimônides foi o mais belo presente feito pela Providência ao povo judeu.” 

Quem foi o paradoxal personagem que mereceu este elogio e é considerado pela Tradição rabínica o único membro do povo judeu a alcançar a mesma envergadura do profeta Moisés, mas que, ao mesmo tempo, tem boa parte de sua obra, em particular sua grande obra filosófica, O guia dos perplexos, proibida pelas autoridades rabínicas? Que, sendo um pensador judeu, é citado com frequência, nominal ou implicitamente, por Santo Tomás de Aquino e exerceu grande influência sobre o pensamento cristão da Idade Média? 

Moisés Maimônides (1135-1204) foi, na Idade Média, a figura mais importante do judaísmo. Médico, cientista, talmudista, filósofo de imenso saber, empreendeu uma nova apresentação de toda a tradição judaica tomando Aristóteles como referência, além de, em sua Epístola sobre a apostasia, ter dado conselhos aos judeus sobre como agir sob a opressão, conselhos que, dois ou três séculos depois, serviram de referência para os judeus perseguidos pela Inquisição e que se tornaram os marranos. Gérard Haddad, neste livro, procede à análise da obra científica, religiosa, política e filosófica desse personagem de múltiplas atividades, mostrando a influência que Maimônides exerceu e ainda exerce ao afirmar a força e a universalidade da razão contra o sobrenatural, a magia e as alucinações.
Col. Figuras do saber - 4
                    
Tradutor: Guilherme J. F. Teixeira 
Formato: 14x21cm
Páginas: 144
ISBN: 978-85-7448-081-7
SOBRE O AUTOR 
Gérard Haddad é psiquiatra e psicanalista, sendo autor, entre outros livros, de L'Enfant illégitime. Sources Talmudiques de la psychanalyse (Desclée de Brouwer, 1996), Mangerle livre. Rites Alimentaires Et Fonction paternelle (Grasset, 1984), Lesbibliocastes – Le Messie et l’autodafé (Grasset, 1990) e Le jouroù Lacan m’a adopté (Grasset, 2002).                                                     

Livreiros e distribuidores:
Para orçamentos e pedidos, nos encaminhe um e-mail: vendas@estacaoliberdade.com.br

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.