Akutagawa, o mestre japonês da narrativa breve
Kappa e o Levante imaginário promove um sobrevoo pela obra de Akutagawa, mestre inconteste da narrativa breve, trazendo ao leitor contos inéditos no Brasil, como Inferno,O dragão e Rodas dentadas, entre meados por novas traduções de contos célebres da narrativa japonesa moderna, como Rashomon e o controverso Kappa.
 
Último de seus contos publicados em vida, Kappa gerou polêmica e diversas interpretações da crítica e do público. A partir do divertido relato de um homem internado em um sanatório, no qual este desvenda suas peripécias pelo mundo dos kappas — curiosas criaturas do folclore japonês—, Akutagawa elabora uma crítica mordaz à moderna sociedade nipônica.Acompanham Kappa outros dez contos que matizam esta coletânea com os diferentes temas por onde perambulou a pena virtuosa do autor. Do Japão do Período Heian à Tóquio moderna, da ironia e do humor ácido ao texto introspectivo e melancólico, muitas vezes de mãos dadas com o elemento fantástico.

Autor de textos divertidos e bem-humorados como
A mágica e O nariz, o mestre japonês consegue chegar às raias do horror, como em Inferno. Seus textos inspiraram toda uma geração de artistas, como Akira Kurosawa, que em 1950 filmou Rashomon(película que se inspira no ambiente do conto homônimo e tem o enredo baseado em No matagal, que também integra o presente livro).
 
Akutagawa teve nascimento e morte turbulentos (morre na segunda tentativa de suicídio),efemérides de uma vida não menos intensa e que se desvela em sua prosa. O autor sofria de alucinações e temia haver herdado a loucura da mãe.



Sobre o autor 

Ryunosuke Akutagawa nasce em Tóquio, em 1892, filho de Toshizo Nilbara. Segundo as superstições que àquela época ainda mantinham grande força no Japão, as idades de seu pai e de sua mãe — 42 e 33 anos, respectivamente — pressagiavam uma sorte terrível. É abandonado e adotado pelo tio, Michiaki Akutagawa. Sua mãe,acometida por séria doença mental, falece em 1902. O fato marcou toda a vida do escritor, que temeria para sempre que seu destino fosse similar ao da mãe.

Com forte pendor para a literatura desde a juventude, em 1913 ingressa na Universidade Imperial de Tóquio, onde estuda literatura inglesa e se destaca por seu brilhantismo. Nesse período começa sua fértil produção, centrada nas narrativas breves; Rashomon, seu primeiro sucesso,surge em 1915. No mesmo ano, entra para o círculo literário de Natsume Soseki,que seria seu grande incentivador e exerceria uma influência indelével sobre sua carreira.

A partir de 1921, sua saúde física e mental entra em declínio. Sofre de abatimento nervoso, problemas gastrointestinais, passa a ter alucinações. Em 24 de julho de 1927, sucumbe à depressão e se suicida. Seu nome entraria para a história da literatura mundial e, a partir de 1935, batizaria o prêmio literário mais importante do Japão. 

Leia aqui o conto Rashomon (1915) 



Kappa e o levante imaginário
ISBN: 978-85-7448-193-7
Tradutor: Shintaro Hayashi


COMPARTILHE


CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

Comentários

Escreva um comentário