Venda

História da alimentação

Jean-Louis Flandrin e Massimo Montanari
Quando o homem começou a cozinhar os seus alimentos? A partir de quando se pode falar da existência da culinária? Em que época surgiu os banquetes? E o costume das refeições regulares? E nosso hábito de comer sentado em cadeiras ao redor da mesa, todos cortando no prato sua carne com uma faca e com a ajuda de um garfo? Por que de uma sociedade à outra e de uma época à época seguinte a escolha dos alimentos, seu valor gastronômico, sua preparação e o modo de comê-los são tão diferentes?
A alimentação não reflete somente a satisfação de uma necessidade fisiológica, idêntica em todos os homens, mas também reflete a diversidade de culturas e tudo aquilo que contribui para modelar a identidade de cada povo: ela depende de suas técnicas de produção, de suas estruturas sociais, de suas representações dietéticas e religiosas e das receitas que delas resultam, de sua visão do mundo e do conjunto de tradições construídas lentamente no decorrer dos séculos. As relações entre esses aspectos da cultura e da maneira de se alimentar sempre existiram, desde a conquista do fogo à chegada do McDonald's.
É essa longa história que este livro nos faz descobrir. Ele trata da alimentação cotidiana, do papel do pão, do vinho e dos condimentos, da arte culinária, mas trata também das carestias que periodicamente castigaram a antiga Europa, ou ainda antes, das transformações do consumo alimentar nos últimos dois séculos. Veremos que nossos ancestrais já possuíam livros de culinária e que as profissões na alimentação eram ainda mais numerosas que as de hoje em dia. Veremos como a tradição ocidental foi influenciada por culturas próximas: da Mesopotâmia e do Egito Antigo, da Grécia e de Roma, dos bizantinos, dos judeus e dos árabes e, finalmente, dos americanos.
Enfim, um tratado histórico e antropológico sobre a alimentação, da pré-história aos dias de hoje, apresentando de forma cronológica: as estratégias alimentares dos dois tempos pré-históricos; a função social dos banquetes nas primeiras civilizações; os sistemas alimentares e modelos de civilizações; a alimentação e a medicina; as estruturas de produção; as transformações para um novo equilíbrio alimentar; o aparecimento e expansão dos restaurantes; a indústria alimentar e as técnicas de conservação; a dietética contra a gastronomia; e ainda uma riquíssima bibliografia.

 Leia um trecho
                    
Tradutor: Luciano Vieira Machado e Guilherme João de F. Teixeira
Formato: 23x16x7 cm
Páginas: 890
ISBN: 978-85-7448-002-2
                                                   

É importante destacar que os produtos vendidos em nossa outlet são novos, apesar de pequenas avarias causadas pela armazenagem e pelo tempo (páginas amareladas ou ferrugem de papel), e da eventual presença de amassados, marcas, manchas, riscos, sinais de uso ou pequenos defeitos de produção. Os volumes selecionados nunca terão problemas que interfiram na leitura do conteúdo.

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.