Nestes escritos, posteriores a – e como continuação de – sua grande obra autobiográfica, Canetti narra a década da guerra e do pós‑guerra passada na Inglaterra, seus melhores anos, como diria, anos em que redigiu Massa e poder. Canetti, que não era especialmente tímido, ainda assim não quis publicar em vida as confidências aqui reveladas, entre outras sobre sua relação com a escritora Iris Murdoch, que mais tarde tornar-se-ia famosa. Surge uma colcha de retalhos social tecida com fina ironia, com seus nobres decadentes e vaidosos, artistas presunçosos, emigrados e refugiados sem tostão ora deprimidos, ora eufóricos.


Livro
Autor Elias Canetti
Páginas 232
Tradutor Markus Lasch

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.